A Juízo Do EH Bildu

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

A moção dá um período de seis meses ao Executivo pra apresentar um relatório de conclusões e de um plano de viabilidade para a colocação desses novos estudos. Em um comunicado, a parlamentar do EH Bildu Bakartxo Ruiz, salientou que “estudar em profundidade a colocação do grau de Medicina da UPNA é uma demanda social, que imediatamente dura tempo a respeito da mesa”. Neste sentido, foi destacada que “84% da nação é de opinião que a UPNA precisa ampliar a sua oferta de títulos e, destes, 51% descobre que a Medicina deve estar entre essas algumas qualificações”.

Por outro lado, adicionou, “todos os anos uma média de oitenta e seis estudantes saem de Navarra ou vão para a faculdade privada, pra poder preparar-se medicina”. Ademais, pra parlamentar do EH Bildu, “poderá-se expressar muito da escassa oferta da UPNA, especialmente no campo das ciências e ciências da saúde”. Na moção, a coligação abertzale tenha em mente que em 2009 o Parlamento autónoma “pediu por maioria de um estudo de viabilidade pra implantação de medicina da UPNA”. Naquele momento, recolhe o texto, “o investimento foi avaliada em 15-18 milhões de euros, todavia neste instante passaram 8 anos desde em vista disso, e sem sombra de dúvida este plano tem que ser atualizado”. A juízo do EH Bildu, “esse assunto está chegando de imediato com atraso e não pode demorar mais a elaboração de um plano de viabilidade, visto que imediatamente deve estar terminado”. Bakartxo Ruiz, que pediu ao Governo que “não perca mais tempo e que se levante a essa procura”.

  • como Medir se os conteúdos funcionam ou não
  • Estrujar as mãos, jogar com elas, agarrárselas, juntá-las
  • Em Caracas se construiu uma manifestação equipamento, dirigido por adultos.[186]
  • Crie um calendário de tema e publica frequentemente
  • 2 Dianteira elétrica e Luís Casanova (1940-1959)

Uma extenso seca que frustra a maior parte das colheitas de 1921, na Ucrânia, e o Volga, o que provoca várias fome. Mesmo deste modo, as superfícies cultivadas passam entre 1922 e 1923 de 63 a 82 milhões de hectares. Estas aumentam a 87, em 1924, e em 1927, imediatamente somam 94,cinco milhões. No setor industrial, não era possível uma recuperação tão rápida.

Uma enorme quantidade de fábricas e amplo parte da maquinaria se perdido. A guerra civil e a fome tinham dispersado uma vasto quantidade de trabalhadores, principal baluarte dos bolcheviques e elementos mais socialmente conscientes da categoria operária. Estes operários ou haviam morrido pela briga ou se tinham envolvido pela nova administração. Também, vários outros tinham voltado ao mundo rural.

Se produz uma robusto busca de bens de consumo e tende a uma volta do comércio privado e do capitalismo em si, os quais instigam a realização desse tipo de bens. Pelo contrário, a metalurgia e siderurgia permanecem inertes. A elaboração, contudo se intensifica, ainda está distanciado do nível de antes da batalha. Esta situação se deve ao acontecimento de que a NEP não dava ao operário alguns proveitos comparáveis aos que concedia ao camponês. As recentes políticas de impostos que recaem a respeito as indústrias, somadas à responsabilidade de as organizações estatais de se auto-regulamentar e autofinanciar-lhes privam dos créditos do Estado.

desse modo, em 1921, a ocorrência é crítica e as organizações se vêem obrigadas a liquidar seus estoques a preços muito abaixo do seu valor real para poder pagar o salário aos trabalhadores. No fim de contas, A prosperidade de que a agricultura possui não faz mais do que ajudar os camponeses ricos e acelera a desigualdade entre ricos e pobres.

Rolar para cima