Cavalier King Charles Spaniel

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

O Cavalier King Charles Spaniel é uma raça de cão anão, de temperamento rápido e contente. Sua principal função foi a de animal de companhia, o que se mostra em pinturas do século XVI. Ao longo do século XVI, um pequeno tipo de cão de águas foi bastante popular entre a nobreza da Inglaterra.

As pessoas da época, acreditava que os cães podiam preservar afastadas as pulgas, e até já alguns acreditavam que podiam precaver doenças do estômago. Estes cães eram chamados algumas vezes “cão de águas suave” ou “consolador”, no momento em que as senhoras viajavam em carruagens durante o inverno, levavam um cão de água sobre o assunto suas saias pra preservar o calor.

  • Três A aventura
  • Jean-Christophe Averty & Robert Descharnes. Salvador Dalí, 1970
  • 2 Prebióticos e simbióticos
  • um Os espíritos
  • A vida útil média é de um a dois anos
  • três Morte de Hachiko
  • você domina como são os fedelhos

Carlos I manteve um spaniel, no tempo em que residia no castelo de Carisbrooke, porém, é com Carlos II com quem esta raça está estreitamente ligada. Costumava-se narrar dele, que: “Sua Majestade foi visto poucas vezes, sem seus cachorros pequenos”. Houve mesmo um mito que dizia que ordenou um decreto de não negar a entrada em locais públicos com os enviou. Ao longo do reinado de Guilherme III e Maria II, o tipo de nariz alongado do cão de água passou de moda.

O Pug era o cão de moda no momento em que os Países Baixos e devido à origem holandês Guilherme de orange, que se tornou popular também pela Inglaterra. Do cruzamento com o Pug, ou algumas raças de nariz plano, vinte anos mais tarde, várias características do moderno King Charles Spaniel. A princípios do século XVIII, John Churchill, 1º Duque de Marlborough, que possuía um tipo de King Charles spaniel de caça vermelho e branco.

Foi conhecido como Blenheim, em honra de sua vitória na batalha de Blenheim. Foi por ele, que a multiplicidade de pêlo vermelho e branco do King Charles Spaniel, é denominado como Blenheim. No início do século XX, foram feitas tentativas para recuperar o King Charles Spaniel original, com o agora extinto Toy Spaniel Trawler. De acordo com as estatísticas dadas a compreender pelo Kennel Club, foram o sexto cão mais popular no Reino Unido, em 2007, com 11.422 registros em um único ano. O Labrador Retriever, ocupou o primeiro ambiente em popularidade com 45.079 registros no mesmo ano.

Em 2009, foi a quarta raça mais popular pela Austrália, com 3.196 matrículas, atrás apenas do Labrador Retriever, Pastor Alemão e Staffordshire Bull Terrier. Além disso, assim como há clubes nacionais de água pela Bélgica, Canadá, República Checa, Dinamarca, Finlândia, França, Alemanha, Países Baixos, Nova Zelândia, Noruega, África do sul, Espanha e Suécia.

Caractere São ativos devido ao seu instinto de perseguir a maioria das coisas que se movem, incluindo os automóveis em ruas muito movimentadas, em vista disso recomenda-se trazê-los para passear sempre com coleira. Tendem a achar a todos os estranhos, como amigos e não costumam brigar com outros cães, os participantes desta raça, em geral, não são bons cães de guarda. Como parte do grupo dos Spaniel têm um robusto instinto de caça e pode colocar em perigo aves e menores animais.

Rolar para cima