O Crowdfunding Já Tem A Sua Bíblia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

O termo Crowdfunding é, na atualidade, uma das estrelas do universo dos jogos. Um dos aspectos críticos no Crowdfunding é ter claro que, por trás de todas as histórias de sucesso bem como existem os fracassos. E que “ao desfecho de tudo isso é um negócio, não nos esqueçamos”, diz Steinberg.

Não em vão, por trás da aposta do criador estão as expectativas dos patrocinadores -que colocam o teu dinheiro – e os compradores finais do objeto e/ou serviço. Pesquisa adiantado: o primeiro é saber quais projetos, estratégias de marketing e social media em são adequados em cada ocorrência. Deve-Se achar a alternativa de as recompensas (bens físicos vs experiências exclusivas), a suporte de custos e os canais de promoção que estão a utilizar.

Estar preparados: entender e assimilar muito bem teu público centro, seu habitat online e o modo em que executam suas pesquisas. De acordo com Steinberg, “a chave é ser apto de resumir todo o projeto em menos de vinte segundos. Uma vez chegados a esse ponto, elaborar uma campanha promocional que incorpore elementos de marketing que atinjam toda a vida do projeto”. Recompensas efetivas: usar uma união de merchandising exclusivo, limitado e personalizado – que gere dinheiro e promessa. A apresentação é TUDO: não se tem que poupar pela realização da mensagem.

O rumor vende. O eco potência: há que elaborar um diálogo fluido com os patrocinadores, fãs e meios de comunicação. A Bíblia do Crowdfunding deixa claro que o Site é somente uma das dezenas de escolhas que existem. Scott Steinberg. “Já está detectando pop-ups fraudulentos no Kickstarter e outros websites semelhantes. Há a toda a hora que opinar dois estilos: A importância do projeto/criador e a intenção do mesmo. Se tudo parece excelente e fácil, desconfie”, adiciona.

  • Três The Startup Owner’s Manual (Manual do Empreendedor)
  • você Pode englobar o endereço de tua Página de Facebook em seus Cartões de exposição
  • 2013: A economia laranja: uma oportunidade infinita (co-autor)
  • Tracking the number of identifier properties on an artigo in page_props (phab:T114617)
  • Pesquisar a (micro)influencers que se adaptem à tua marca
  • Gerar estratégias de Seo e SEM
  • Não me importa muito o blog… -comentou Alice

Após estas expressões, fica claro que ausência um quadro regular neste aspecto que delimitará muito certamente deveres e direitos. Em suma, o fator mais interessante é o conhecimento. E o que é melhor para entender todos os estilos relacionados ao Crowdfunding -e, como diz o próprio Brian Fargo, gênio, depois do extenso Wasteland- ‘Não saia de residência sem esta Bíblia’.

Lista de corporações concorrentes. Principais características das organizações concorrentes (positivas e negativas) → deixo neste local um artigo pra entender a espiar a tua capacidade. Principais características do seu negócio (positivas e negativas). Um DAFO com os pontos fortes, pontos fracos, ameaças e oportunidades de seu negócio para que você possa especificar quais estilos de tua marca têm que ser melhorados.

Uma vez montados todos estes pontos, bem como deverá concentrar-se na explicação e concretização de teu Buyer Pessoa. Vou explayarme pouco mais no assunto, por causa de acho que é primordial comprovar a importancia deste passo. Mais de uma vez, tivemos que é e como gerar um buyer pessoa para o teu negócio. Se andas despistadillo, lembrar que um comprador pessoa é uma representação fictícia (ou semi-fictícia) de nosso potencial freguês.

Como se constrói essa representação? Pois por meio do teu posicionamento, detalhes demográfica, motivações ou necessidades, por exemplo. O que você deve fazer, basicamente, é entender como é o teu público-centro e pegar um possível retrato robô super detalhado, que exemplifique a um suposto freguês de sua marca. Como é que você podes gerar um buyer pessoa?

Rolar para cima