“Que Digam Que Eu Sou Uma Comerciante De Arte Me Desliza”

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

o Saber Heinrich-Hans Thyssen estava escrito? R. Talvez, na vida, é o destino que conta. Conheci Heini, por alguma explicação, pelo motivo de não nos tínhamos visto de moças, ou adolescentes, contudo quando ambos já tínhamos uma experiência de vida e de uma certa idade. P. Como foi esse instante? R. Nunca esquecerei o jeito que você me olhou e a partir deste instante nunca mais quis destacar-se de mim. Aconteceu uma noite de verão, com Lua cheia pela Sardenha, na moradia de uns amigos comuns.

Eu não pensava em ir para aquela jantar, porque tinha calculado o meu regresso pra esse dia, mas ao não encontrar bilhete de avião fiquei. Foi um destino que estava escrito e visão total. P. Isso gerou inveja, porém assim como tem que ser custoso se apaixonar por um homem tão rico e problemático. Mas direito no momento em que eu vi, naquele momento, tão próximo, eu pensei em o que me vinha em cima, com uma existência inteiramente diferente, cheia de amor, mas onde a paz tinha terminado. P. Como era a existência com o teu marido?

P. Esse tremendo afeto, que o ajudou a ultrapassar as considerações daqueles que diziam que você, muito mais jovem, iria por o seu dinheiro? R. Nunca fui com homens de minha idade. Sempre amei que fossem muito homens e com uma experiência de vida. Me senti como uma heroína de um filme romântico.

  • 62 – Por Robin e as piadas a respeito de super-heróis viado
  • Rainha do Festival de Olmué, no Chile
  • Por mais que sofra e tente esquecer, minha mente é tozuda e teima em esquecer
  • o Que é a primeira coisa que você faz quando você retornar do serviço
  • Jamais poderia aceitar trocar um único segundo de existência ao teu lado que 100 anos sem você
  • quatro velas vermelhas

P. Você imediatamente viveu vinte e quatro anos com o barão e há 2 é viúva. Como leva a solidão? R. Super bem, eu estou acostumada a permanecer sozinha. Já quando meu marido estava em coma por quinze dias em Paris, em 1994, cortamos nossa existência social e só íamos a coisas muito especiais pra não cansarle. Estava feliz que eu estivesse em moradia com ele e me acostumbré a ser eu mesma e livre, a tomar diversas decisões eu sozinha. Se tivesse uma pessoa que me dissesse o que tinha que fazer me custaria muito.

P. Como desabafa? R. No jardim. Quando eu tenho um defeito ou algo me incomoda eu irei pro jardim e cavo, podo ou cortá-los fora uma sebe. O jardim me relaxa em tal grau como pintar, eu posso ir ? 0 horas pintando e eu me esqueço do universo. P. Muitos ficam furiosos sua existência, no entanto assim como fez duras desinteresses. Você continua acreditando no ser humano?

R. eu acho em bondade, a mim me pegam sempre. Conheço alguém e encantador por ela; se depois sai mal, uma vez que eu a todo o momento digo: é que a gente tem uma outra forma de enxergar a existência, não é que possa ser melhor ou pior, somos diferentes. P. o marido tinha uma estranha ligação com as cartas e o futuro. R. Ele pra cada dia um solitário, tua mãe de fato acreditava nas cartas e previu coisas que lhe aconteceram a Heini depois.

Ele o primeiro que fazia todas as manhãs era a sua paciência pra visualizar como ele estava indo para ir para o dia. Um dia em San Francisco íamos decolar no nosso avião privado no momento em que o piloto nos diz que temos dificuldades técnicos e que tentará encontrar uma solução. Heini pegou as cartas, fez sua paciência e citou-nos que saldríamos em vinte e cinco minutos. P. tem Medo de se aproximar de seu filho, por ser quem é, mais do que como é? R. Sim, claro, o que mais me importa do universo é o meu filho. A ilusão de uma mãe é que veja uma mulher inteligente, já que se é assim sendo, poucas vezes terá problemas.

Eu desejaria que quisessem e como é. Acho que quando são muito adolescentes ainda não estão preparados, que têm que esperar pra amadurecer e viver um pouco mais. P. executam muito a bola? R. Sim, entretanto são coisas da vida e é normal. Se você é um pouco famoso, você tem que aceitar isto.

A mim não me incomoda que as pessoas se aproximem de mim, e as bolas são parcela da existência. P. Com 17 anos é Miss Catalunha, logo depois, Miss Espanha, terceira no Miss Universo, segunda Miss Europa e a terceira no Miss Mundo. Depois se moradia com o famoso ator Lex Barker e, enfim, um barão. Tem estado no centro das atenções de toda a sua vida. O esgota ser a baronesa as vinte e quatro horas do dia?

Rolar para cima