Revista De Saúde Pública 31

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

O suporte social é uma série de recursos psicológicos (proveniente de novas pessoas) que são consideráveis para um cidadão e que o executam sentir-se valorizado e apreciado. São compostas por transações interpessoais que envolvem a sentença de afetos positivos e a provisão de ajuda ou assistência, a uma ou mais pessoas. Isso permite que as necessidades sociais básicas de um ser sejam satisfeitas por intermédio da interação com os outros.

O suporte social é visto por alguns autores como um conceito multidimensional. Grau de integração social: análise de mídias sociais, que constituem o ser em ligação com os outros. Apoio social percebido: Confiança dos indivíduos para a disponibilidade do suporte social. Apoio social fornecida: as ações que outros indivíduos executam para prestar assistência a um outro. Recursos da rede de apoio social (conjunto de pessoas que rotineiramente assistem a um cidadão em caso de indispensabilidade).

  1. Personalidade: o projeto tem que ser único, grave e de prazeroso impacto visual
  2. quatro #2 Etapa: Determinação dos objetivos de marketing
  3. Hércules: De Lucas e Sissoko é estrenan em caxias do sul
  4. Aos dezesseis começa a assimilar violão de maneira autodidata
  5. Racismo, xenofobia, sexismo
  6. Humaniza a tua marca mostrando o que se passa por trás, imagens de funcionários, o dia a dia, etc
  7. 3 O controle estrangeiro de meios de divulgação

Comportamentos de apoio (atos específicos de apoio). Avaliação do suporte (avaliação subjetiva a respeito da quantidade e o tema dos recursos de apoio acessíveis). Orientação de suporte (assimilação a respeito da utilidade e os riscos de buscar e descobrir ajuda em uma rede social). No momento não há uma explicação única e contínua; além de que é tratado como um fenômeno complexo e composto por imensas dimensões, que está associada com a saúde dos indivíduos.

Se sustenta que o apoio social produz certos efeitos positivos pela saúde, principalmente no stress, onde é apto de cuidar um ser de os fatores patogênicos que podem gerar os eventos estressantes. Alega-Se que o apoio social podes acrescentar o bem-estar emocional e físico, ou, no mínimo, diminuir os efeitos negativos e, ao mesmo tempo, cooperar a mudança no modo de um indivíduo, independentemente ou não do estresse que tem. Outras pesquisas sugerem diretamente que, uma vez atingido um certo nível, o apoio social, não resulta em um maior acrescentamento comparável de bem-estar físico e/ou mental.

entretanto, existe outro modelo de suporte social que o contempla como uma oscilante mediadora entre o estresse e a doença. Ou melhor, cumprir uma função à prova de choque no cidadão que lhe permite redefinir a situação estressante, enfrentá-las a começar por estratégias não estressantes e inibir os processos psicopatológicos que poderiam sendo acionado se houver inexistência de apoio social.

Quando o indivíduo tem a certeza de que possui de recursos suficientes, tanto equipamentos como emocionais, pode evitar definir uma circunstância detalhista como estressante e, dessa forma, não ter um impacto negativo na sua saúde. ↑ a b Perez Bilbao, Jesus (1999). “O apoio social”. Ministério do trabalho e temas sociais. ↑ Património Abella, Mônica; Marrero Quevedo, Rosário, J. (2010-2). “O papel do optimismo e do apoio social no bem-estar subjetivo”.

↑ Tardy, Charles (um de abril de 1985). “Social support measurement.”. American Journal of Community Psychology. ↑ Barreira, Manuel (Janeiro de 1986). “Distinctions Between Social Support Concepts, Measures, and Models”. American Journal of Community Psychology. ↑ a b c d Hernandez, Bernardo; Camponês, Lourdes; Castro, Roberto (1997-08). “A investigação a respeito do apoio social em saúde: circunstância atual e novos desafios”.

Rolar para cima