Você É Como Sais No Jornal?

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

são Ainda mais os populares que contam o seu cotidiano da rede. HÁ OUTROS MUNDOS. Acho que foi João, o prodigioso moço de Bilbao, que mostrou uma noite no Ochoymedio que Genís havia começado um diário pela web Austro-húngaro. “que é o único que se acerta a contar que a partir de certa hora da noite. No dia seguinte, poucos nós encorajamos você a ligar o micro computador, pra lê-lo.

o dia Todo colado ao ecrã pra entrar em casa e ligar de novo o pc. Isso só o farão os solitários, os friquis, os que tenham nula existência social, discutimos. Acabei no saco dos solitários, friquis e outras pessoas, com nula vida social que cumprem o teu encontro semanal com os seus websites favoritos.

Não é coisa de brincadeira isso de acessos, assim como também é conhecida a tais blogs. Só no Google são registrados mais de um milhão de ciberdiaristas, pessoas que, graças a alguns pequenos programas supersencillos (como o archifamoso Blogger) irão contando a sua existência a quem a quiser ler. O diário de Genís, 50% de Astrud e de Hidrogenesse, acopla.

  • Vender a partir de dropshipping
  • IOS 11.2.2
  • Características especiais, que vai ter que incorporar-se, o candidato (Perfil)
  • 9 A Rebelião de Tomochi
  • quarenta h Alguns eleitores madrugadores têm compartilhado em redes sociais o seu voto
  • Capítulo 3×198 (677) – “Cavaleiros Andantes”
  • 8 Terceira viagem de Pizarro

E é que entre ler as reflexões existenciais de um professor de são Carlos e inteirar-se das idas e vindas de um gênio e figura, quase estrela do pop pátrio, porque não há cor. Para que contestar que a maioria dos que exercemos de ativos casuais desse e de outros diários de conhecidos temos dentro da gente um cotilla de dimensões extraterráqueas.

ME Afeta. Eu chamo para perguntar se queremos tratar de teu diário e fazer uma foto. Quando Paco e Manolo da mandam neste instante revelada, eu vejo que colocou um lenço de cabelo de peruca que havia roubado de um desfile. Pretende “parecer muito Momus, visto que isto dos websites é muito Momus”.

Desde o diário ameaça gravar a entrevista e pendurá-la em seu blog, contudo apenas “se é muito intrigante”. O cenário me deixa nervosa e eu não telefonearle numa semana. Ao término expliquei-lhe todos os selos alemães e ingleses que Hidrogenesse foi publicado, incluindo as que temos editado com outros nomes. Também lhe tenho falado de nossas sessões de DJ em Berlim e Hamburgo e do interesse que despertam os nossos discos pela Bélgica e Holanda”. Eu não desejo dar tanta risada.

Melhor começo das manobras de aproximação pra outra estrela (esta sim), que assim como sucumbiu à tentação de pendurar seu diário: Nacho Canut. Nacho chama quase todas as manhãs a Genís e lhe conta o que fez no decorrer do dia/s. Mario Vaquerizo me diz que é im-pos-si-vel tratar com ele: tua agenda é um inferno.

Melhor, em razão de a Nacho lhe repugnam as entrevistas e só faz no momento em que lhe obriga a promoção. Então me dá o teu e-mail-oh e leva menos de 20 minutos pra responder. Um profissional. Nota-Se que é disciplinado. Por que você começou o jornal? Eu adorava o de Genís. Procurei outro e só descobri o Budgie, bateria de Siouxsie and the Banshees, que eu também curti.

eu Pensei em fazer o meu respectivo, se falei disso a Genís e me propôs a idéia de que lhe chamasse todos os dias e lhe contasse o que havia feito. E isso de dictarlo? Genís me propôs, como fez Warhol com a sua secretária. Para mim é menos difícil e o consequência é distinto. Se eu escrevesse o que pensaria tudo mais. Como você vê utilidade prática, de contato permanente com os fãs ou é um rolo de, digamos, terapêutico? Não possuo nenhum interesse em conservar contato com ninguém mais do que com pessoas parelhos a mim. Penso que só Genís o vai ler.

Se o fizer pros outros, eu diria outras coisas e, mesmo portanto, não poderei remediar reflexionar que o lee pessoas que não conheço, e isso me corta um tanto. Me diverte reler quando passam dias, visto que, algumas vezes, não me lembro o que eu falou ou me parece tudo excessos e bobagens.

Rolar para cima